fbpx

Cirurgia de Blefaroplastia: entenda como funciona

Rápida, indolor e com recuperação tranquila: retire o excesso de pele e gordura das pálpebras com a blefaroplastia.
mulher a fazer cirurgia de blefaroplastia

A flacidez é um processo natural da pele e, com o passar dos anos, algumas partes do corpo e do rosto podem ficar mais moles. O exercício físico é um forte aliado contra a flacidez, contudo, em algumas áreas, como é o caso das bolsas de gordura localizadas sobre ou abaixo das pálpebras, a única solução costuma ser o procedimento cirúrgico.

Blefaroplastia é o nome da cirurgia realizada para remover o excesso de pele e, em alguns casos, de músculo e gordura da região das pálpebras. Além de um procedimento estético, uma vez que a aparência fica mais jovial, a intervenção também é realizada em pessoas que, devido ao excesso de pele, tem dificuldade para enxergar. 

A seguir, vamos entender melhor o que é a cirurgia de blefaroplastia, quando ela é indicada, tipos e técnicas existentes e porque ela deve ser realizada por um oftalmologista. Se você quer as respostas para todas essas dúvidas, continue conosco. Boa leitura!

Cirurgia de blefaroplastia: o que é?

A blefaroplastia é um procedimento cirúrgico rápido e indolor para retirada do excesso de pele e, em alguns casos, de músculo palpebral e gordura orbital da região das pálpebras. O tempo de duração da cirurgia dependerá de cada caso e da técnica utilizada pelo médico, contudo fica, geralmente, entre 40 e 60 minutos.

O procedimento é realizado em hospital com anestesia local e sedação. O paciente não precisa ficar internado e pode ir para casa algumas horas após a realização da blefaroplastia. 

Pálpebra superior

Para retirada do excesso de pele, músculo e gordura da pálpebra superior, o oftalmologista faz uma pequena incisão na prega palpebral, local onde a cicatriz ficará escondida. O médico retira os excessos necessários e faz uma sutura contínua.

Pálpebra inferior

Já na pálpebra inferior, o oftalmologista retira ou reposiciona a gordura orbital, responsável por formar aquelas bolsas indesejáveis e bastante marcadas abaixo dos olhos. Ela pode ser feita de duas formas: pela via transconjuntival (sem cortes) ou com incisão quando, além da gordura, é preciso retirar a pele em excesso.

Quando a blefaroplastia é indicada?

A blefaroplastia é indicada para homens e mulheres que apresentam sinais de envelhecimento e perda da elasticidade da pele próxima aos olhos. Geralmente é realizada após os 40 anos quando o paciente apresenta excesso de pele nas pálpebras superiores e/ou inferiores, bolsas salientes ou pálpebras caídas (porém, pacientes mais jovens também podem realizar, se houver indicação médica.)

Tipos de cirurgia de blefaroplastia

Existem 3 diferentes tipos de cirurgia de blefaroplastia. Vamos conhecer melhor cada uma delas:

  • Blefaroplastia superior: o oftalmologista faz a retirada do excesso de pele e, quando há necessidade, de músculo e gordura apenas na pálpebra superior;
  • Blefaroplastia inferior: similar ao tipo anterior, neste caso o procedimento é feito apenas para retirada do excesso de pele e gordura da pálpebra inferior;
  • Blefaroplastia completa: esta é a união dos dois tipos anteriores. O paciente passa pela retirada de pele nas pálpebras superiores e inferiores.

Técnicas de blefaroplastia

Quanto às técnicas, o médico pode optar pela blefaroplastia por meio de incisão, laser ou jato de plasma. A seguir, você entenderá um pouco melhor sobre cada uma delas:

  • Blefaroplastia com incisão: o oftalmologista precisa utilizar um bisturi para cortar a pele e fazer a retirada do excesso de pele, gordura e músculo;
  • Blefaroplastia a laser: esta técnica também consiste em uma incisão. Neste caso, o corte é feito a laser com o uso de gás carbônico que cauteriza ao mesmo tempo em que a pele é cortada;
  • Blefaroplastia com jato de plasma: o jato de plasma é utilizado para promover uma melhora no aspecto da pele. Não são feitos cortes e o procedimento pode ser realizado em consultório médico.

Por que a cirurgia de blefaroplastia deve ser feita por um oftalmologista?

O primeiro passo para a realização de uma blefaroplastia é marcar uma consulta com um oftalmologista. Ao fazer a avaliação, o médico conseguirá indicar qual o melhor tipo e técnica indicados. 

Muitas pessoas realizam a blefaroplastia com cirurgiões plásticos, algo que não é recomendado. Sabe por quê? Realizar a blefaroplastia com um oculoplástico ou especialista em plástica ocular e estética é fundamental para que o médico consiga avaliar, além das questões estéticas, os problemas oftalmológicos relacionados. 

Quando existe pele e gordura em excesso sobre os olhos ou embaixo deles, é preciso ir além das questões estéticas e considerar os problemas oftalmológicos do caso. Assim, o médico oftalmologista consegue avaliar o que pode ser feito para, além de ficar com aspecto mais bonito e jovial, também melhorar a visão do paciente.

Agende sua consulta no Donato Hospital de Olhos

O Donato Hospital de Olhos conta com um corpo clínico formado por quatro especialistas em plástica ocular e estética. Se o excesso de pele e as bolsas de gordura nas pálpebras incomodam você, agende agora mesmo uma consulta com o nosso time de médicos. Estamos esperando o seu contato!

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email