fbpx

4 hábitos que podem afetar negativamente nossos olhos

Você sabia que, mesmo sem intenção, podemos ter alguns hábitos que fazem mal aos olhos? Venha conosco e entenda quais são eles, a fim de que você possa evitá-los.
mulher levando a mão aos olhos

Preocupar-se com a saúde ocular é de extrema importância para que possamos ter uma boa qualidade de vida, sem se preocupar com doenças e irritações nos olhos. No entanto, é muito comum praticarmos alguns maus hábitos que prejudicam os olhos no nosso dia a dia.

Aprenda a identificá-los para que possa evitá-los. Vamos conferir quais são eles? Continue conosco!

1-  Passar muito tempo em frente às telas

Na atualidade, é muito comum pessoas de todas as idades passarem muito tempo em frente às telas (computador, televisão, tablet, celular etc.). No entanto, esse é um dos hábitos que faz mal aos olhos.

Isso porque, quando uma pessoa fica por muito tempo olhando de forma fixa para um determinado ponto, não pisca com a frequência necessária, prejudicando a lubrificação adequada da superfície ocular. Consequentemente, traz a sensação de cansaço visual, embaçamento e irritação ocular.

Você sabia que piscamos diversas vezes ao longo do dia para que haja a lubrificação dos olhos? Isso é importante para distribuição da lágrima por toda a superfície ocular, promovendo a limpeza, a proteção contra agentes externos e a renovação celular.

2- Coçar os olhos

Um dos atos que parece totalmente inofensivo, mas que faz mal aos olhos é esfregá-los. Coçar os olhos com frequência é prejudicial para a qualidade da visão por diversos motivos, como:

  • favorece a ocorrência e a progressão do ceratocone (afinamento progressivo da córnea);
  • afeta a qualidade da visão (machuca a superfície ocular);
  • aumenta a inflamação pré-existente devido a manipulação excessiva.

Esses problemas nos olhos ocorrem porque, dependendo da velocidade e da força utilizada, coçar os olhos pode causar pequenas lesões na córnea. Para você ter uma ideia, a fricção pode provocar microlesões no colágeno da córnea e favorecer a mudança na sua curvatura. Afinal, é uma região extremamente sensível.

Além disso, é natural que as pessoas levem as mãos aos olhos sem ter o cuidado de higienizá-las da forma adequada. Ou seja, as mãos podem estar contaminadas com diferentes microrganismos e, assim, há a possibilidade de desencadear uma conjuntivite, irritação e até mesmo promover a entrada de vírus, bactérias ou outros agentes infecciosos no nosso organismo.

3-  Usar colírio sem prescrição: um dos principais hábitos que fazem mal aos olhos

O aspecto inofensivo somado à facilidade de adquirir o medicamento nas farmácias representa sérios riscos à saúde da população.

Quando uma pessoa está com coceira nos olhos ou sentiu que tem algo diferente (um pelo, cílios, cabelo ou alguma sujeira) e não conseguiu removê-lo ao passar água ou esfregar os olhos (o que, como visto no tópico anterior, não é indicado), é muito comum recorrer ao uso de colírios para alívio.

Há ainda quem usa o colírio de forma compartilhada — um erro grave e que deve ser evitado a todo custo. O ideal é considerar essa medicação como um objeto pessoal: deve ser de uso exclusivo do dono para evitar contaminações.

Outra prática indevida é a compra do colírio sem prescrição médica. Apesar do conhecimento geral sobre os riscos da automedicação, as pessoas continuam aceitando as indicações de remédios dadas por amigos, vizinhos e parentes.

Lembre-se: colírio é um medicamento. Como tal, seu uso indevido pode gerar sérios danos tanto à sua saúde ocular quanto a outras partes do seu organismo. De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias Farmacêuticas (Abifarma), a cada ano, cerca de 20 mil pessoas morrem vítimas da automedicação no Brasil.

No entanto, encontramos dois problemas principais:

  • o uso de colírios sem prescrição médica: colírio é medicamento e, algumas substâncias podem provocar efeitos colaterais, aumentando o prejuízo, sem resolver o problema;
  • não utilizar o colírio da forma correta: Intoxicação e reações alérgicas ou de hipersensibilidade são os episódios mais frequentes relacionados a essa prática;
  • Não utilizar óculos escuros.

Você sabia que é necessário utilizar óculos escuros sempre que for se expor ao sol? Afinal, os raios UV não são prejudiciais somente para a sua pele, mas para a saúde dos olhos também.

A radiação UV pode agravar os seus problemas de visão. Inclusive, é uma das causas de degeneração macular e catarata. Portanto, utilize sempre óculos escuros de qualidade e com uma boa proteção UV, está bem?

4-  Não consultar o oftalmologista regularmente

Abrir mão das suas consultas e exames regulares com o oftalmologista também é um dos hábitos que fazem mal aos olhos. Afinal, mesmo que você não tenha sintomas ou  problemas oculares aparentes, é importante realizar um acompanhamento completo para evitar prejuízos a sua visão.

Fazer um check-up para avaliar a saúde ocular é de extrema importância para prevenir e detectar doenças silenciosas, conferir se o óculos em uso (quando for o caso), está com o grau e a montagem adequados, avaliar se há algum problema com a sua visão e a pressão intra-ocular. Dessa forma, você protege a saúde dos olhos na sua totalidade.

As consultas periódicas ao oftalmologista são a maneira mais segura para prevenir, diagnosticar e tratar doenças oculares. Então, não pense duas vezes!

Lembre-se: a prevenção é a melhor forma para garantir uma saúde ocular de qualidade. Logo, a saúde da visão é tão importante quanto qualquer outra área do seu organismo.

Você gostou de aprender quais são os principais hábitos que fazem mal aos olhos? Se sim, aproveite e continue acompanhando aqui no blog mais matérias interessantes como esta! Que tal complementar a sua leitura? Confira também: conjuntivite: tudo o que você precisa saber.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nosso website e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo site, você autoriza o Donato Hospital de Olhos coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.