fbpx

Entenda sobre as principais doenças que afetam a retina

retina

A retina é uma parte muito importante dos olhos. Algumas das doenças que a envolvem podem levar a deficiências visuais sérias. Entretanto, o Conselho Brasileiro de Oftalmologia garante que quase 75% dos casos de deficiência visual e cegueira podem ser prevenidos ou curados. Para isso, é importante saber como cuidar da retina e garantir a saúde ocular. 

Siga a leitura para entender melhor o que é a retina, quais são as doenças mais comuns associadas a ela e as suas formas de tratamento.

O que é e o que faz a retina?

Formada por cerca de 126 milhões de receptores, a retina é responsável por registrar e enviar para o cérebro uma informação luminosa que, quando decodificada, se torna o que chamamos de visão.

Milhares de células fotorreceptoras trabalham para traduzir as ondas luminosas em imagens. Quando há algum problema na retina é preciso muita cautela e orientação médica, pois essa fina camada de células é insubstituível, não sendo possível realizar um transplante. Portanto, qualquer dano pode ser irreversível.

Para não correr o risco de ter problemas sérios na retina, é essencial manter as consultas de rotina em dia. Com exames completos é possível diagnosticar precocemente quaisquer problemas e impedir que a retina seja afetada de maneira fatal. Além disso, é sempre recomendado manter uma boa alimentação e um bom cuidado com o corpo.

Doenças de retina

Algumas das doenças de retina mais comuns são:

Degeneração macular relacionada à idade (DMRI)

A Unicamp divulgou uma pesquisa que mostra que, no Brasil, mais de 3 milhões de pessoas convivem com essa doença. A mácula é uma região no centro da retina responsável pelos detalhes e que afeta diretamente a visão central, usada para leitura e identificação de cores e rostos. 

É uma doença mais comum em mulheres a partir dos 55 anos.

Na fase inicial da doença, esse problema pode ser tratado com formulação de vitaminas antioxidantes. Mas lesões maiores e antigas podem causar danos irreversíveis, por isso, é preciso o acompanhamento já nos primeiros sinais da doença, como sensação de manchas na visão, distorção de objetos e perdas do foco da visão.   

Retinopatia diabética

No Brasil, cerca de 6,9% da população têm algum tipo de diabetes. A alta concentração de glicose no sangue causada pela doença promove alterações na estrutura dos vasos sanguíneos, inclusive provocando o rompimento deles e interferindo na visão. O tratamento pode ser feito com medicamento ou com laser, dependendo do caso do paciente e do desenvolvimento da doença quando é feito o diagnóstico.

Retinopatia hipertensiva

A hipertensão (pressão alta) pode causar diversos problemas no coração e nos olhos. Entre eles está a retinopatia hipertensiva. Nesse caso, a pressão arterial atinge os vasos sanguíneos da retina, causando estreitamento vascular, espessamento da parede de pequenas artérias, obstrução ou rompimento dos vasos. O tratamento pode ser feito com medicações ou laser.

Doenças relacionadas à miopia

A miopia é uma das doenças oculares mais frequentes. Por causa dela, a retina pode ser afetada em pacientes com graus de refração mais altos, dificultando ainda mais a visão. Os tratamentos dependem da necessidade de cada paciente e têm relação com o tratamento para a miopia.

Descolamento de retina

O descolamento de retina é um dos problemas mais graves e acontece quando a retina (que é uma fina membrana) se desprende da parte posterior do olho. O tratamento é feito com cirurgias, mas pode ser prevenido no início com laser.

Na fase inicial, o descolamento de retina pode ser tratado com cirurgias menos invasivas, como é o caso da retinopexia pneumática. Nos casos mais avançados, pode ser necessário realizar a vitrectomia que faz a retirada do vítreo gel do olho.

Membrana epirretiniana (MER)

A membrana epirretiniana é uma fina camada que cobre a retina e pode se formar por alterações relacionadas à idade ou ainda por inflamações e infecções. 

Comumente, aparece em pessoas com idade mais avançada. Para prevenir a evolução dessa doença, é importante manter as consultas de rotina em dia, já que ela pode não apresentar sintomas ou sintomas leves no início. O seu tratamento é cirúrgico com a remoção do vítreo gel que preenche o interior do olho. 

Doenças inflamatórias: Uveítes

Inflamação da úvea, a parte mais vascularizada do olho é geralmente causada por outras doenças infecciosas como toxoplasmose, tuberculose, sífilis  e outras. Também pode ser causada por doenças inflamatórias como artrites, lúpus e outras. 

Os tratamentos dependem do tipo de uveíte.

Formas de tratamento

As principais causas de desenvolvimento de doenças de retina são a obstrução de veias e artérias, diabetes, hipertensão arterial, sol em excesso, envelhecimento e alimentação inadequada ou lesões degenerativas periféricas de retina .

Por ter diferentes causas, as opções de tratamento também são diversas e têm relação com os avanços da doença e como ela afeta a retina. Confira outros tratamentos disponíveis:

Fotocoagulação a laser

O tratamento por fotocoagulação a laser visa cauterizar os pequenos vasos sanguíneos, inibir o crescimento de novos vasos, aumentar a aderência da retina para evitar o descolamento da mesma (bloqueando rasgos por exemplo).

Vitrectromia

A cirurgia de vitrectromia é um procedimento indicado nos casos de descolamento de retina, hemorragia vítrea, retinopatia diabética e acidentes no globo ocular. Ela é feita a partir da remoção do vítreo, um gel fluido que preenche o interior do olho.

Injeções intravítreas

Esse tratamento consiste na aplicação de medicamentos no olho e é realizado em centro cirúrgico, com colírios anestésicos.

Oclusão venosa

A visão é afetada de forma mais séria quando ocorre a obstrução de veias que ligam o nervo ótico e se ramificam por toda a retina. Quando o problema causa edema na parte central da retina, é necessário recorrer ao uso de antiangiogênicos ou corticoides.

No Donato Hospital de Olhos, contamos com uma equipe especializada em retina pronta para atender as necessidades de cada paciente e direcionar os melhores tratamentos com as tecnologias mais avançadas da medicina oftalmológica.

O Donato Hospital de Olhos é um hospital com certificação internacional que se preocupa com o atendimento humanizado e conta com tecnologia de ponta. Cuide da saúde de seus olhos e não deixe de fazer uma consulta oftalmológica de rotina. Para agendar uma consulta com um de nossos especialistas, clique aqui.

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nosso website e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo site, você autoriza o Donato Hospital de Olhos coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.