fbpx

Doenças oculares que podem ocorrer após a Covid-19

A boa saúde dos olhos também pode acabar afetada pela Covid-19.
Doenças oculares que podem ocorrer após a Covid-19

No mundo todo, os efeitos da Covid-19 tornaram-se assunto corriqueiro nos noticiários, redes sociais, conversas do cotidiano e diversos outros espaços.

Um fenômeno natural, uma vez que a rotina de praticamente todas as pessoas acabou afetada pela necessidade de distanciamento social. Isso sem falar na perda de milhões de vidas para uma doença ainda pouco entendida pelos cientistas.

Naturalmente, muito é dito a respeito das complicações respiratórias geradas pela Covid-19. No entanto, dia após dia não param de surgir evidências mostrando que o coronavírus afeta (e bastante) diversas outras funções do organismo, incluindo a visão.

Siga a leitura e veja como os olhos também sofrem os efeitos da Covid-19.

Alerta para a retina

Até o momento, a maior parte das preocupações envolvendo Covid-19 e visão diz respeito à retina, camada de células nervosas ao fundo do globo ocular em que as imagens são formadas para, em seguida, serem enviadas ao cérebro pelo nervo óptico.

E estudiosos brasileiros foram pioneiros nesta investigação. Ainda em 2020, pesquisadores da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) publicaram na revista médica The Lancet relatórios comprovando danos à retina entre pessoas infectadas pelo coronavírus.

As alterações só podem ser detectadas por exames mais elaborados, como a tomografia de coerência óptica (OCT), aplicada após o mapeamento da retina.

O risco se encontra nos vasos sanguíneos que irrigam com nutrientes a retina. Como a Covid-19 é uma doença vascular e inflamatória, suspeita-se de um aumento da pressão arterial e o enfraquecimento desses mesmos vasos por conta da medicação. A retina é extremamente sensível e, uma vez danificada, dificulta o ato de enxergar.

Remédios contra Covid-19 também pode estar associada a casos de catarata, enfermidade que torna opaco o cristalino, espécie de lente natural do olho. É como se a luz ficasse bloqueada em seu caminho até a mesma retina citada anteriormente.

O desgaste do cristalino é um processo natural da idade, o que torna a catarata muito comum em idosos. No entanto, os medicamentos contra coronavírus acabam estendendo-a a indivíduos de todas as idades.

Atenção para a conjuntivite

É raro, mas alguns casos de Covid-19 também resultam em conjuntivite – assim como a doença pode ser um dos primeiros sinais de infecção.

Logo, é de extrema importância ter atenção para sinais de conjuntivite, como:

  • Olhos vermelhos;
  • Inflamação ocular;
  • Inchaço nos olhos;
  • Lacrimejamento ou olho seco;
  • Sensação de areia nos olhos;
  • Secreção;
  • Coceira;
  • Baixa visual;
  • Visão dupla.

E como a conjuntivite (e a Covid-19) são contagiosas, observe com muito cuidado se familiares ou pessoas próximas apresentam tais sintomas.

Prevenção contra Covid-19 nunca é demais

Por mais que constantemente sejam relembrados os perigos da Covid-19, muita gente ainda resiste em tomar cuidados básicos para sua não propagação, incluindo:

  • Mantenha uma distância mínima de 1 metro em relação a outras pessoas, de forma a evitar as gotículas que espalham o coronavírus;
  • Uso de máscara em público, principalmente em locais fechados onde não se pode manter o distanciamento físico;
  • Prefira locais abertos e arejados ao invés de ambientes fechados. Quando possível, mantenha as janelas abertas;
  • Higienize as mãos frequentemente, seja com água e sabão, seja com álcool em gel. Além disso, evite tocar olhos, nariz ou boca;
  • Caso não esteja se sentindo bem, fique em casa. Procure ajuda médica somente em caso de febre, tosse e dificuldade em respirar;
  • Evite viajar para áreas bastante afetadas no momento pela Covid-19. Caso não tenha alternativa, siga uma quarentena de 14 dias ao voltar para o local de origem;
  • Vacine-se, pois é a melhor maneira de se proteger e erradicar o coronavírus como um todo.

Nunca dispense um oftalmologista

O diagnóstico mais confiável e o tratamento adequado para qualquer tipo de problema de visão, tenha ou não relação com Covid-19, se dá por meio de uma consulta ao oftalmologista.

Em situações do tipo, erra quem acredita em palpites de terceiros ou até mesmo tenta a automedicação – hábito que pode até piorar o quadro em que a pessoa se encontra.

Uma série de problemas nos olhos apresenta sintomas parecidos e só mesmo o olhar de um especialista para identificar com precisão do que se trata. Isso sem falar nas doenças silenciosas, que só acabam descobertas com exames específicos.

É por isso que o Donato Hospital de Olhos está sempre à sua inteira disposição, com uma equipe que reúne diversas especialidades e estrutura de primeira linha!

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email